|

Formulário de Busca

Cursos e palestras

Conheça os cursos e palestras que a Fundação Dorina promove para aproximar o tema da deficiência dos mais diversos públicos da comunidade

Aguarde. Em breve colocaremos a agenda de cursos e palestras atualizada.

Publicações

FAQ

Quem foi Louis Braille?

Natural de Coupvray, pequena aldeia a leste de Paris, Louis Braille nasceu em 4 de janeiro de 1809. Ficou cego em 1812, aos três anos, após se acidentar na oficina do pai. Ao tentar perfurar um pedaço de couro com uma sovela, aproximou-a do rosto e acabou ferindo o olho esquerdo. A infecção se expandiu e atingiu o outro olho, deixando-o completamente cego. Para desenvolver um sistema de leitura e escrita para pessoas cegas, ele usou como base o sistema de Barbier, utilizado para a comunicação noturna entre os soldados do exército francês. Em 1825 o jovem francês Louis Braille apresentou a primeira versão do seu sistema de escrita e leitura em relevo para utilização pela pessoa cega. Em 1837, foi introduzida a versão final do sistema que, embora tenha levado algumas décadas para ser aceito na França, antes do final do século XIX já havia se difundido pela Europa e por outras partes do mundo.

O que são livros falados?

São obras gravadas em áudio, em voz humana ou sintetizada, para a pessoa com deficiência visual. A Fundação Dorina Nowill possui dois estúdios nos quais são gravados livros didáticos, obras literárias e “best-sellers”, além da Revista "Veja” falada. Atualmente, a instituição mantém a Biblioteca Circulante de Livro Falado, que possui um acervo com mais de 860 títulos de livros falados, emprestados gratuitamente às pessoas com deficiência visual de todo o Brasil.

Qual o procedimento para o atendimento das pessoas com deficiência visual?

Para dar início ao atendimento dos casos é necessário: – Telefonar para marcar o primeiro atendimento, informando nome da doença (mais importante e sem o qual não pode haver agendamento), nome da pessoa (se não for você mesmo), idade, endereço com CEP, telefones para contato e e-mail (se tiver) – Passar por entrevista com a Assistente Social para avaliação inicial, social e econômica, além de receber orientação sobre os serviços prestados pela Fundação, de acordo com a necessidade e interesse de cada caso. Documentos indispensáveis para o primeiro atendimento: Xerox do RG, CPF ou Certidão de Nascimento Resultado do exame oftalmológico (relatório, diagnóstico, outros) Carta de encaminhamento (nos casos de encaminhamento por hospital, escola, instituição etc.) Xerox de comprovante de residência com CEP Telefone para contato.

Quem somos

Há mais de seis décadas a Fundação Dorina Nowill para Cegos tem se dedicado à inclusão das pessoas com deficiência visual, por meio do acesso à educação e a cultura. Oferece programas de clínica de visão subnormal, educação especial, reabilitação e empregabilidade, além de produzir e distribuir livros braille, falados e digitais acessíveis.

Fundação Dorina Nowill para Cegos

Rua Doutor Diogo de Faria, 558 • Vila Clementino • São Paulo/SP - Fone: (11) 5087-0999 / Fax: (11) 5087-0977

Canal de relacionamento com o doador - 0300-777-0101

Produzido por Espiral Interativa

  • XHTML 1.0 Strict Vlido
  • CSS Vlido!
  • Totalmente Valido WCAG 2.0
Faça sua doação