|

Logo da Fundação Dorina Nowill

Formulário de Busca

Blog

Publicações

Série Dorina

A Série Dorina Nowill tem como objetivo orientar sobre as questões relacionadas à deficiência visual, esclarecendo famílias, profissionais, especialistas e todos aqueles que convivem com pessoas cegas ou com visão subnormal e, assim, colaborar para a inclusão social da pessoa com deficiência.

Conheça as publicações da Série Dorina ...

Os livros podem ser adquiridos pelo valor de R$20,00 por exemplar com renda totalmente revertida para a Fundação Dorina Nowill para Cegos. Disponíveis nas livrarias de todo o país, podem também ser obtidos diretamente na Fundação Dorina pelo telefone (11) 5089-0999 - depto. financeiro.

Livros infantis tinta e braille

Livros infantis com letras ampliadas, texto em braille, imagens divertidas e também reproduzidas em relevo, possibilitam que crianças cegas, com baixa visão e as que enxergam possam ler o mesmo livro. De forma inclusiva, compartilham uma leitura interessante e prazerosa, com ilustrações acessíveis, importantes para a compreensão de pessoas com e sem deficiência visual.

Conheça as publicações Livros infantis tinta e...

Os livros podem ser adquiridos pelo valor de R$25,00 por exemplar, com renda totalmente revertida para a Fundação Dorina Nowill para Cegos. Disponíveis nas lojas Tok&Stok de todo o país pode ser adquirido também diretamente na Fundação Dorina pelo telefone para (11) 5089-0999 ? depto. financeiro.

Série Dorina Nowill

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Eliana Cunha Lima, Maria Christina Martins Nassif, Maria Cristina Godoy Cryuz Fellipe

Convivendo com a baixa-visão: da criança à pessoa idosa

Uma obra que aborda questões relativas à baixa-visão: conceitos, causas e orientações para a família, os professores, os profissionais da saúde e todos aqueles que convivem com a pessoa com essa deficiência.

SUMÁRIO DO LIVRO
Definições
Principais problemas e doenças
Convivendo com a baixa visão
Orientações aos professores
Recursos
Prevenção da deficiência visual
Questões fundamentais
Fundação Dorina Nowill para Cegos
Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Edson Luiz Defendi, Eliana Cunha Lima, Rita Helena Costa Lobo

Perdi a visão... e agora?

Além de mostrar como a perda da visão modifica a vida de uma pessoa, esta obra apresenta as principais alternativas existentes para se conviver bem com essa deficiência.

SUMÁRIO DO LIVRO
A importância da visão na vida das pessoas
O que caracteriza uma perda visual
 
PERDI A VISÃO
Processo de perda da visão na infância e na adolescência
Processo de perda da visão no adulto e no idoso
 
... E AGORA?
No processo de desenvolvimento da criança e do adolescente
No processo do adulto e do idoso
Na educação
Na saúde
No lazer, no esporte e na cultura
No mercado de trabalho
Nos direitos e deveres
No acesso à tecnologia
Para quem convive com a pessoa com deficiência visual
 
Sites importantes 
Bibliografia
Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Célia Maria Araújo de Amorin e Maria Glicélia Alves

A criança cega vai à escola: preparando para a alfabetização

Incluir a criança cega na escola não significa apenas colocá-la em uma classe junto com todas as outras crianças. É preciso integrá-la, garantindo-lhe seus direitos e deveres de ser como é, aceitando suas dificuldades, compreendendo suas necessidades e capacidades, corrigindo seus erros e encaminhando o desenvolvimento de sua potencialidade. Este livro objetiva facilitar a compreensão das características e necessidades da criança cega no importante período dos 3 aos 6 anos, e como a intervenção da Educação Infantil pode ajudá-la a se tornar tão preparada para o desafio do Ensino Fundamental como a criança vidente.

SUMÁRIO DO LIVRO
• Introdução
• Como é a criança cega nessa idade?
• Como é que a criança cega aprende?
- Tato
- Audição
• A criança cega usará o braille nesse momento?
• A criança cega já fará uso da bengala longa?
• A criança cega precisa de ajuda em tempo integral para sua higiene, alimentação e cuidado de seu material?
• Como trabalhar com a criança cega?
• Como trabalhar os requisitos específicos para o braille?
• Como trabalhar as questões referentes à orientação e mobilidade?
• Como desenvolver as habilidades da vida autônoma?
• Conclusão
• Sites importantes
• Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Edson Luiz Defendi, Tatiana Maria Sanchez, Aline Araldi e Eliana Mariani

A inclusão começa em casa: a família e o deficiente visual

No processo de desenvolvimento do bebê, da criança, do adolescente, do adulto e do idoso com deficiência visual, o engajamento da família e a disposição para compreender e aprender diante dessa situação são fundamentais. Incluir significa também inserir a família, base de muitos aprendizados e vivências, na qual a inclusão se mostrará, na prática, com toda a sua força. O objetivo deste livro é oferecer informações que abram horizontes para que os familiares da pessoa com deficiência se reconheçam e desenvolvam um espírito presente e colaborativo.

SUMÁRIO DO LIVRO

• Introdução
• A família nos dias atuais
• Importância da família no processo de desenvolvimento da pessoa com
..deficiência visual
• Família, legislação e inclusão
• Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Elza Maria de Araújo Carvalho Abreu, Fernanda Christina dos Santos, Maria Cristina Godoy Cruz Felippe, Regina Fátima Caldeira de Oliveira

Braille!? O que é isso?

O livro “Braille!? O que é isso?” traz informações sobre a origem, a evolução e a estrutura do sistema braille, além de ressaltar a sua importância para a independência e autonomia das pessoas cegas.

SUMÁRIO DO LIVRO

Introdução
O sistema braille
A evolução do sistema braille
Estrutura e uso do sistema braille
Técnicas de leitura
Produção e tecnologia
A importância do sistema braille
Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Célia Maria de Amorim, Maria Christina Nassif, Maria Glicélia Alves

Escola e deficiência visual: Como auxiliar seu filho

Educar os filhos, prepará-los para a vida, torná-los pessoas bem-sucedidas e responsáveis. Essas preocupações fazem parte do cotidiano de toda família que coloca em primeiro plano a educação. O livro “Escola e deficiência visual: como auxiliar seu filho” se propõe a oferecer esclarecimentos e orientações aos pais para que participem do processo de escolarização de seus filhos com deficiência visual com maior tranquilidade.

SUMÁRIO DO LIVRO

Introdução
Tipos de atendimento educacional
Necessidades específicas da criança e do jovem com deficiência visual
Recursos e ajudas técnicas
Relacionando-se bem com a escola
Como a família pode auxiliar em casa
Conclusão
Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Tânia Mara Aguiar Jung, Márcia Regina Kretzer, Maria Cecília Lara de Toledo, Maria Cristina Godoy Cruz Felippe

Deficiência visual e o mundo do trabalho - mitos e verdades

O trabalho faz parte da vida do humano, e não é diferente para as pessoas com deficiência visual. Historicamente, essas pessoas foram marginalizadas e seu acesso ao trabalho proporcionará queda nas taxas de pobreza, menor isolamento social, aumento da participação política, maior auto-estima, autonomia e independência do cidadão. Neste livro, são abordados preconceitos, mitos e diversas questões relacionadas às potencialidades das pessoas com deficiência visual no mundo do trabalho.

SUMÁRIO DO LIVRO

Introdução Conceituando a deficiência visual
O mundo do trabalho e a pessoa com deficiência visual
Competências e habilidades da pessoa com deficiência visual Legislação sobre empregabilidade
Empresas e responsabilidade social
Ambiente acessível: facilitador para a inclusão
Empregabilidade: mitos e verdades
Sugestões de como auxiliar a pessoa com deficiência visual
Sites importantes
Bibliografia

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Antônio Carlos Grandi e Paulo Noronha

Informática e deficiência visual: Uma relação possível?

Com este livro o objetivo dos autores foi, por meio de uma linguagem simples e didática, proporcionar aos familiares, professores e empregadores o conhecimento dos recursos de hardware e software disponíveis no mercado, além de sugestões de técnicas de ensino de informática para deficientes visuais. A pessoa com problemas de visão pode e deve ser treinada para ter acesso ao universo da informática, cujo conhecimento é imprescindível na atualidade. Essas pessoas podem e têm o direito de desenvolver seus potenciais buscando sua autorrealização. A deficiência visual, embora imponha algumas limitações, não impede o individuo de viver e conviver, agir e realizar.

SUMÁRIO DO LIVRO

Introdução Conceituando a deficiência visual
Hardware
Software
Didática no ensino da informática
Conclusão
Sites importantes
Bibliografia
Glossário de siglas

Capa da publicação. Em breve teremos a descriç...

Autores: Cristina Croitor, Patrícia Miyuki Otani

Atividades do dia a dia sem segredos para deficientes visuais

Você já parou para pensar em como seria fazer as atividades do dia-a-dia sem a visão? São experiências de vida, erros e acertos que passam a ser histórias para contar. O cotidiano da pessoa cega ou com baixa visão está repleto de possibilidades, que vão desde a culinária até o artesanato, com resultados surpreendentes.

SUMÁRIO DO LIVRO:
Introdução
O primeiro passo
Percebendo o mundo através dos sentidos
Pensando sobre as atividades do dia-a-dia
Administrando o tempo livre
Capacidade de adaptação
Revelando um segredo para nós mesmos: resgatando o sentido do fazer cotidiano
Sites importantes
Bibliografia

Autores:

A girafa do pescoço curto

 

Maris é uma girafinha de pescoço curto. Ela é esperta e amada pelos pais, mas se sente triste por ser diferente de suas amiguinhas. Até que um dia ela descobre sua verdadeira beleza.

Autores:

Pedro e Joaquim

 

Pedro é um cachorro e Joaquim é um gato que são amigos de verdade. Certo dia, decidem seguir sua dona, mas não entram em acordo, pois um quer chegar rápido e o outro quer apreciar a paisagem. Depois de muita discussão, chega alguém com uma solução simples para o problema.

Autores:

Amigo bicho

 

João quer um amigo bicho para brincar. Cada bicho que ele escolhe brinca de uma forma diferente. Ele quer ficar com todos, mas não pode. Com a ajuda do avô João encontra uma solução para o seu impasse.

Autores:

A galinha que botava batatas

 

Miranda é chamada no galinheiro para desvendar um mistério: a galinha Josefina não botou um ovo e sim uma batata. Com sua mala de detetive, a menina começa a investigação, faz anotações, segue pistas até chegar à solução do enigma.

Autores:

Capitão Mariano

 

Capitão Mariano navega pelo oceano e não tem medo de pirata, de polvo, de peixes gigantes e nem de sereias. Até que um barulho vindo de longe deixa o capitão Mariano muito assustado.

Autores:

Meu pai é o máximo

 

Uma menina que perde a mãe no dia de seu nascimento encontra na criatividade de seu pai um jeito diferente de ver o mundo.

Autores:

A dança das cores

 

Em rimas, as cores primárias e secundárias fazem um espetáculo para apresentar suas diferentes aplicações e combinações.

Autores:

Quero ser rico

Diferentes situações mostram que a verdadeira riqueza está além daquilo que o dinheiro pode comprar.

Livros infantis tinta e braille

Foto de parte da capa do livro infantil “Dudu da Breka” publicado p...

Autores: Claudia Cotes

Dudu da Breka

O livro "Dudu da Breka" é o primeiro título infantil em tinta e braille lançado pelo selo Fundação Dorina Nowill para Cegos.

O uso de letras ampliadas, do texto em braille, de imagens divertidas e também reproduzidas em relevo, possibilita que crianças cegas, com baixa visão e as que enxergam possam ler o mesmo livro. De forma inclusiva compartilham uma leitura interessante e prazerosa, com ilustrações acessíveis, importantes para a compreensão de pessoas com e sem deficiência visual.

"Dudu da Breka", de Claudia Cotes, é uma história infantil que narra as travessuras de um menino que não parava quieto nunca. Subia em árvores, andava de patins, pescava e que era diferente em muitas outras coisas, uma das quais a falta da visão. Cego desde o nascimento. A obra é inspirada na história real de Eduardo Bertini, que hoje faz parte de um grupo de pessoas
que monta oficinas para ensinar o braille às pessoas que enxergam.

Faq

  • O que é cecograma?

    Serviço que isenta a pessoa com deficiência visual das taxas de postagem de materiais em braille. Para utilizá-lo, basta colocar um dos selos apresentados no lugar dos selos tradicionais dos correios. O cecograma poderá ser enviado com registro ou com AR (aviso de recebimento), sem cobrança. Caso tenha qualquer dificuldade em enviar o material sem cobrança, solicite o telefone da agência e o nome de um responsável e entre em contato conosco pelos telefones (11) 5087-0990 ou 5087-0991. Para mais informações sobre o cecograma consulte o link: http://www.correios.com.br/produtosaz/produto.cfm?id=BCFC5CCB-C04A-0C37-D3A0A6779535126D

  • Qual o procedimento para o atendimento das pessoas com deficiência visual?

    Para dar início ao atendimento dos casos é necessário: – Telefonar para marcar o primeiro atendimento, informando nome da doença (mais importante e sem o qual não pode haver agendamento), nome da pessoa (se não for você mesmo), idade, endereço com CEP, telefones para contato e e-mail (se tiver) – Passar por entrevista com a Assistente Social para avaliação inicial, social e econômica, além de receber orientação sobre os serviços prestados pela Fundação, de acordo com a necessidade e interesse de cada caso. Documentos indispensáveis para o primeiro atendimento: Xerox do RG, CPF ou Certidão de Nascimento Resultado do exame oftalmológico (relatório, diagnóstico, outros) Carta de encaminhamento (nos casos de encaminhamento por hospital, escola, instituição etc.) Xerox de comprovante de residência com CEP Telefone para contato.

  • O que é o sistema braille?

    É um sistema de leitura para cegos por meio do tato, criado pelo francês Louis Braille. Braille apresentou a primeira versão do seu sistema de escrita e leitura com pontos em relevo, para a utilização do deficiente visual, em 1825. A escrita é baseada na combinação de 6 pontos, dispostos em 2colunas de 3 pontos, permitindo a formação de 63 caracteres diferentes que representam as letras do alfabeto, números, simbologia aritmética, fonética, musicografia e informática.

  • Quem foi Louis Braille?

    Natural de Coupvray, pequena aldeia a leste de Paris, Louis Braille nasceu em 4 de janeiro de 1809. Ficou cego em 1812, aos três anos, após se acidentar na oficina do pai. Ao tentar perfurar um pedaço de couro com uma sovela, aproximou-a do rosto e acabou ferindo o olho esquerdo. A infecção se expandiu e atingiu o outro olho, deixando-o completamente cego. Para desenvolver um sistema de leitura e escrita para pessoas cegas, ele usou como base o sistema de Barbier, utilizado para a comunicação noturna entre os soldados do exército francês. Em 1825 o jovem francês Louis Braille apresentou a primeira versão do seu sistema de escrita e leitura em relevo para utilização pela pessoa cega. Em 1837, foi introduzida a versão final do sistema que, embora tenha levado algumas décadas para ser aceito na França, antes do final do século XIX já havia se difundido pela Europa e por outras partes do mundo.

  • O que são livros falados?

    São obras gravadas em áudio, em voz humana ou sintetizada, para a pessoa com deficiência visual. A Fundação Dorina Nowill possui dois estúdios nos quais são gravados livros didáticos, obras literárias e “best-sellers”, além da Revista "Veja” falada. Atualmente, a instituição mantém a Biblioteca Circulante de Livro Falado, que possui um acervo com mais de 860 títulos de livros falados, emprestados gratuitamente às pessoas com deficiência visual de todo o Brasil.

  • O que são livros Daisy?

    São livros digitais no formato Daisy, compatíveis com os protocolos internacionais de acessibilidade. O livro Daisy possibilita um ou mais arquivos de áudio, gravado em voz humana ou sintetizada, ser reproduzido em equipamentos portáteis ou sua navegação no texto (escrito e falado) ser feita em computadores com aplicativo de leitura Daisy (reader).

  • O que é Dorina Daisy Reader–DDReader?

    É um aplicativo aberto e gratuito para a leitura de livros digitais no formato Daisy. Foi desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para Cegos para integração total com os arquivos nesse formato, produzidos em qualquer parte do mundo. Possui versões em português, inglês e espanhol. Já foram realizados mais de 7 mil downloads gratuitos desse leitor.

  • O que é Daisy?

    “Digital Accessible Information System” é um conjunto de protocolos de definição do formato de livro digital criado pelo Daisy Consortium, um grupo mundial de entidades voltadas para a publicação de livros em formatos acessíveis. Diretamente relacionada com organizações responsáveis pela criação e manutenção dos protocolos de linguagens universais, tais como W3C, NISO, OpenEBook.Org, o consórcio Daisy criou e mantém este que é hoje o principal conjunto de protocolos usados na publicação de livros digitais, o que facilita o compartilhamento de recursos através da padronização de formatos de informação acessíveis. Mais informações: www.daisy.org

Quem somos

Há mais de seis décadas a Fundação Dorina Nowill para Cegos tem se dedicado à inclusão das pessoas com deficiência visual, por meio do acesso à educação e a cultura. Oferece programas de clínica de visão subnormal, educação especial, reabilitação e empregabilidade, além de produzir e distribuir livros braille, falados e digitais acessíveis.

Fundação Dorina Nowill para Cegos

Rua Doutor Diogo de Faria, 558 • Vila Clementino • São Paulo/SP - Fone: (11) 5087.0999 / Fax: (11) 5087.0977

Central de Relacionamento com o doador - 0300 7770101

Produzido por Espiral Interativa

  • XHTML 1.0 Strict Válido
  • CSS Válido!
  • Totalmente Valido WCAG 2.0
Faça sua doação