Utilizamos cookies!

Olá! Nós utilizamos cookies para melhorar a experiência dos nossos usuários e usuárias ao navegar por nossos sites. Ao continuar utilizando nossos serviços online, entenderemos que você estará contente em nos ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva e aceitará nossos cookies.

Para conferir como cuidamos de seus dados e sua privacidade, acesse nossa Política de Privacidade.

2 de abril de 2019

Abril Marrom: você está cuidando bem da sua saúde ocular?

Campanha alerta população sobre cuidados essenciais com a saúde os olhos; 80% das doenças que causam cegueira podem ser prevenidas.

Você sabia?

Há 2 tipos de deficiência visual, a cegueira que abrange pessoas que enxergam menos do que 5% até a ausência total de luz e as pessoas com baixa visão, que apresentam de 5% à 30% de visão mesmo depois do uso de óculos comuns e tratamentos oftalmológicos.

Descrição da imagem: ilustração de um globo terrestre. Ao lado direito, o texto "A cada 5 segundos, 1 pessoa se torna cega no mundo. 80% das doenças que causam deficiência visual são preveníveis"

Cuidados com a visão das crianças

– A visão se desenvolve até os 7 anos de idade.

– Todos os bebês precisam fazer o “teste do olhinho” até 48h após o nascimento para detectar catarata, glaucoma e outras doenças oculares.

– A visita ao oftalmopediatra é fundamental para a saúde ocular dos bebês desde os primeiros meses de vida.

Descrição da imagem: foto de um menino de óculos manuseando pequenos blocos coloridos de montar. Ele tem o rosto bem próximo à mesa.

– Crianças que tropeçam e caem muito, aproximam os objetos dos olhos com frequência, apresentam dificuldade de enxergar na lousa ou na TV, “apertam” as pálpebras para ver melhor de longe, devem ser levadas ao oftalmologista.

– Dificuldades na escola também podem ser sinais de problemas oculares. Um óculos pode evitar que uma deficiência visual se desenvolva!

– Mantenha a vacinação das crianças em dia, doenças como o sarampo e catapora podem causar cegueira.

Prevenção na juventude e vida adulta:

– A exposição prolongada ao sol sem óculos com proteção UVA/UVB pode causar problemas sérios na visão e aumentar a predisposição às doenças oculares.

– Pessoas a partir dos 40 anos precisam medir sua pressão intraocular anualmente para detecção do glaucoma. Em caso de histórico na família é aconselhável monitorar desde a juventude.

Descrição da imagem: foto de um rapaz sentado com um aparelho oftalmológico à frente do rosto. O aparelho é composto por diversas lentes circulares com pequenas marcações numéricas ao redor.

– Diabetes é uma das maiores causas de deficiência visual, portanto seu tratamento e acompanhamento é fundamental.

– Evite compartilhar maquiagens, pois elas podem transmitir doenças como conjuntivites.

– Não use óculos com grau, pomadas e colírios sem recomendação médica.

–  Não esfregue os olhos com as mãos, pois elas podem conter bactérias, fungos e outras sujeiras. Lave-as sempre antes de tocar os olhos.

– Consulte-se com um oftalmologista pelo menos uma vez ao ano.

– Não durma com lentes de contato e sempre as higienize. Esses cuidados evitam doenças oculares como lesões na córnea.

E quando a deficiência visual ocorre…

Ainda sim é possível ter uma vida com autonomia para estudar, trabalhar e conviver em sociedade.

– Crianças com deficiência visual necessitam de programas de intervenção para que tenham garantido o seu desenvolvimento global desde bebês.

– Já os adultos que perdem a visão devem ser atendidos por um programa de reabilitação para que tenham suas vidas resgatadas em todos os sentidos (vida pessoal, trabalho, estudo e cidadania).