Utilizamos cookies!

Olá! Nós utilizamos cookies para melhorar a experiência dos nossos usuários e usuárias ao navegar por nossos sites. Ao continuar utilizando nossos serviços online, entenderemos que você estará contente em nos ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva e aceitará nossos cookies.

Para conferir como cuidamos de seus dados e sua privacidade, acesse nossa Política de Privacidade.

29 de fevereiro de 2016

Amor & Humor

Descrição de imagem: Fundo azul. Ilustração colorida. Casal em apresentação musical. Cantora, ao lado esquerdo, segura uma partitura e canta com o rosto posicionado para o céu. Ao lado direito, o pianista dedilha com os dedos abertos. Ele olha para baixo e também canta. À direita da ilustração do casal, está escrito Amor e Humor Um concerto em benefício da Fundação Dorina Nowill para Cegos. Fim da descrição.

A Fundação Dorina Nowill para Cegos está em ritmo de festa e será presenteada com um evento beneficente no mês do seu aniversário de 70 anos. No dia 16 de março, quarta-feira, 20h30, acontece o concerto Amor & Humor no Espaço Sociocultural -Teatro CIEE – Rua Tabapuã, 445 – Itaim Bibi, São Paulo (SP) e os ingressos terão valor revertido para ações de inclusão de pessoas cegas ou com baixa visão. O espetáculo contará com canções, duetos e trios humorísticos de Johannes Brahms, Felix Mendelssohn, Charles Gounod, Hector Berlioz, Wolfgang Amadeus Mozart e Franz Peter Schubert com as participações da soprano Clarissa Lettieri, o tenor Alessandro Greccho, a pianista Karin Uzun e do barítono Walter Weiszflog. A ocasião também brinda o lançamento do livro 13 Desencontros e um epílogo, assinado por Weiszflog. Ao ser adquirido no local, os livros terão valores revertidos à Fundação Dorina.

Ingressos: R$ 40; serão comercializados CDs da Série Sacra e o livro de Walter Weiszflog, com todo valor revertido para a Fundação Dorina.

Informações/Ingressos: eventos@fundacaodorina.org.br e (11) 5087-0978.

Amor & Humor
Quando ainda não havia eletricidade e forma de gravar música, os saraus musicais eram ocasião para celebrar as alegrias e as tristezas da vida com os amigos. Poemas de amor inspiraram compositores a criar suas mais belas melodias: amores felizes ou infelizes, platônicos ou realizados, sentimentos que são o pulsar da vida. Mas também havia momentos de júbilo e de comemorações, quando canções cômicas ou irônicas faziam a alegria dos convivas. De Mozart, do final do século XVIII, a Gabriel Fauré, no início do século XX, o espetáculo reúne canções de amor, duetos apaixonados ou cômicos e trios bem-humorados que são pequenas cenas cômicas. Um programa variado que certamente agradará a todos os amantes da boa música.