Ir para o conteúdo Ir para o menu principal

16 de maio de 2017

5 museus acessíveis – e INCRÍVEIS – para visitar em São Paulo

18 de maio é Dia Internacional dos Museus e nós listamos 5 espaços acessíveis na capital paulista para você celebrar a data!

Descrição da imagem: foto colorida de um grupo de visitantes da Pinacoteca tateando uma obra e sorrindo. Eles formam um círculo ao redor da escultura de uma mulher deitada de bruços. A obra está na altura da cintura das pessoas. Fim da descrição.

Pinacoteca do Estado de São Paulo
O museu apresenta uma área exclusiva com esculturas táteis, sem contar a possibilidade de poder marcar uma visita guiada com uma educadora que descreve as principais pinturas brasileiras com materiais pedagógicos específicos. Além disso, há uma área reservada homenageando Dorina de Gouvêa Nowill, a nossa fundadora! 8-|.
Endereço: Praça da Luz, 2 – Luz.
Horário de funcionamento: de quarta a segunda-feira, das 10h às 18h.
Preço: R$6 inteira; R$3 meia-entrada; aos sábados, entrada gratuita.

Museu do FutebolDescrição da imagem: foto colorida de uma das salas do Museu do Futebol. A sala tem duas paredes repletas de fotografias antigas em preto e branco e molduras douradas do chão até o teto. No centro da imagem há um homem de bengala branca sobre um piso tátil e uma moça ao seu lado. Fim da descrição.

O Museu, localizado no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho – o Pacaembu – tem a missão de preservar a história do futebol como expressão cultural no Brasil e inspirar ideias e experiências a partir do esporte. O espaço possui maquetes táteis, piso podotátil, audioguia e informações em tinta e braille.
Endereço: Praça Charles Miller, s/n – Pacaembu.
Horário de funcionamento: de terça a sexta-feira, das 9h às 16h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h.
Preço: R$10 inteira; R$5 meia-entrada; aos sábados, a entrada é gratuita.

Memorial da Inclusão
Descrição da Imagem: fotografia colorida de um grupo de crianças, algumas sentadas e outras em pé,  em frente a um painel com diversos cartazes e figuras. A educadora está de costas para o painel e ensina o alfabeto em Libras. Fim da descrição.

O espaço reúne cerca de 600 documentos que relatam o movimento social da pessoa com deficiência, bem como sua luta e suas conquistas. Compõem o material manuscritos, fotos, objetos, depoimentos e lembranças que remontam a história.
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, portão 10 – Barra Funda.
Horário de funcionamento: Segunda à sexta-feira, das 10h às 17h e a cada último sábado de cada mês, das 13h às 17h. É preciso agendar caso o grupo tenha dez ou mais pessoas.
Preço: gratuito.

Museu de Arte Moderna de São Paulo Descrição da imagem: Foto colorida de cerca de 30 visitantes deitados no chão ao redor de uma obra no MAM. Eles formam um círculo em volta de uma estrutura metálica de cerca de 3 metros de altura com diversos tubos cônicos pretos. A obra lembra o formato de uma árvore. Fim da descrição.

A exposição possui um Jardim das Esculturas onde pessoas com deficiência visual podem tocar nas obras, sem contar a possibilidade de visitas guiadas.
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Parque Ibirapuera.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h.
Preço: R$6 (para saber quem tem direito a meia-entrada ou gratuidade, clique aqui).

Centro de Memória Dorina Nowill
Descrição da imagem: foto colorida de seis adolescentes e uma monitora da Fundação Dorina em volta de uma peça do Centro de Memória. Eles formam um semicírculo e três deles tateiam uma pintura em relevo ao centro. Fim da descrição.

O espaço fica na sede da Fundação Dorina Nowill e retrata a história da organização e das pessoas com deficiência visual. Todas as peças são táteis e o espaço conta com uma educadora que descreve os demais itens.
Endereço: Rua Doutor Diogo de Faria 558 – Vila Mariana.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 18h (visita mediante agendamento com Sílvia no telefone 11 5087-0955).
Preço: gratuito.