Utilizamos cookies!

Olá! Nós utilizamos cookies para melhorar a experiência dos nossos usuários e usuárias ao navegar por nossos sites. Ao continuar utilizando nossos serviços online, entenderemos que você estará contente em nos ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva e aceitará nossos cookies.

Para conferir como cuidamos de seus dados e sua privacidade, acesse nossa Política de Privacidade.

14 de novembro de 2018

O que é audiodescrição?

A audiodescrição é um recurso fundamental para que pessoas cegas ou com baixa visão possam compreender conteúdos audiovisuais, como filmes e eventos.

Descrição de imagem: ilustração de um rapaz sorridente de óculos escuros e fones de ouvido. Acima de sua cabeça há um balão de pensamento com desenho de paisagem: um campo verdejante dividido por um rio, duas árvores e céu ensolarado com algumas nuvens brancas. Do lado direito, a frase "Você sabe o que é audiodescrição?"

A audiodescrição é um recurso que traduz imagens em palavras, permitindo que pessoas cegas ou com baixa visão consigam compreender conteúdos audiovisuais ou imagens estáticas, como fi­lmes, fotografi­as, peças de teatro, entre outros.

O recurso é direcionado ao público com deficiência visual, mas pode beneficiar outros públicos com outras deficiências e idosos. Ele é normalmente utilizado em produtos e serviços culturais, educacionais e de entretenimento, através da disponibilidade das descrições de diversas maneiras, permitindo um acesso mais amplo e completando uma deficiência que esses produtos e serviços tinham para contemplar a todos.

A disponibilidade do recurso pode ser feita mixada ao áudio original em filmes, distribuída em fones receptores em teatros, acessada através de texto pelos softwares leitores de tela em livros digitais, disponibilizada em audioguias, entre outros.

Nas redes sociais também é cada vez mais comum o uso de hashtags como #pracegover ou #pratodosverem com descrições de imagens para tornar a internet mais acessível!

Confira abaixo um exemplo de vídeo com audiodescrição:

É LEI!

Desde 2014, a Ancine (Agência Nacional do Cinema) estabelece que todos os projetos de produção audiovisual fi­nanciados com recursos públicos devem ter legendas descritivas, audiodescrição e LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).

A Fundação Dorina conta com uma área específica para oferecer soluções em acessibilidade para empresas e órgãos públicos que desejam tornar seus produtos e serviços mais inclusivos!

Acesse http://fdnc.org/sa e saiba mais!