Ir para o conteúdo Ir para o menu principal

Bryan Matheus

O mundo mágico de um garoto cego

Ajude-nos a contar mais histórias como estas. Faça uma doação

“Quando crescer vou ser mecânico e astronauta pra construir um foguete e ir pra Vênus. E também vou ter uma nave subaquática pra quando eu quiser ir para o fundo do mar!”

Do auge de seus 5 anos de idade, a imaginação de Bryan Matheus não tem limites! Enquanto conta seus ambiciosos planos para o futuro, o espertinho escolhe um livro na biblioteca da Fundação Dorina pra levar pra casa. “Tem algum sobre dinossauros? E sobre carros?”. É o fim de mais um dia de muito aprendizado, mas Bryan não parece nem um pouco cansado! É assim toda terça-feira, quando ele vem à Fundação Dorina para aprender o braille.

Na escola em que estuda desde o começo do ano, Bryan é a única criança com deficiência visual entre 300 alunos. Foi lá que uma diretora o encaminhou à Fundação Dorina para que ele pudesse ser alfabetizado e conseguisse acompanhar os outros colegas.

Descrição da imagem: foto de Bryan com as duas mãos sobre uma máquina de escrever em braille. Ele está de frente, sorrindo com os olhos fechados.
A máquina de escrever em braille é uma das ferramentas mais importantes na alfabetização de Bryan (fotos: Leide Libório)

Decolou!

E o menino aprende rápido! Dia desses saiu da aula todo orgulhoso com um papel em branco cheio de pontinhos em relevo. “Mãe, esse aqui é o meu nome escrito em braille. B-R-Y-A-N!”.

O coração da mamãe se derreteu, é claro! “Fiquei boba quando vi o nome do meu filho em braille, escrito por ele mesmo! Depois de um ano aqui na Fundação Dorina, o Bryan se desenvolveu muito! A professora diz que ele é sempre muito participativo nas aulas”, conta Edna com os olhos marejados! <3

E pensar que nosso futuro astronauta era um bebê tão tímido, que só foi abrir os olhinhos pela primeira vez sete dias depois do nascimento! Ainda na maternidade, quando perceberam que Bryan era muito sensível à luz, os médicos fizeram os exames que confirmaram a cegueira devido a uma má formação dos olhos.

Hoje, recebendo todo o apoio necessário para crescer com saúde e autonomia, Bryan enxerga o mundo de um jeito só dele! Um mundo cheio de planetas para explorar, oceanos para desbravar! E quer saber? Estamos prontos para embarcar com ele! Atenção, tripulação! Apertem os cintos, vamos decolar!

Ao infinito… e além!!!
Descrição da imagem: GIF animado com o revezamento de três imagens de Bryan. Na primeira ele está olhando pra frente e sorrindo, retratado dos ombros pra cima. Na segunda, a mesma imagem é ilustrada com um chapéu de marinheiro. Ao fundo há o mar azul, um barco à vela e uma ilha distante, um sol e uma nuvem num céu azul claro. Na terceira, a foto é ilustratada com um capacete de astronauta. Ao fundo temos o espaço, dois planetas e um foguete. Fim da descrição.

Para conseguirmos fazer parte de histórias como a do Bryan, precisamos do apoio de pessoas que se importam com o próximo!

Quer saber como você também pode ajudar a Fundação Dorina? Deixe seu telefone AQUI e ligamos para você, ou faça uma doação online e financie nosso trabalho!

Para conhecer mais histórias de vida acesse nosso acervo